Cromoterapia


O que é?

A Cromoterapia é o uso da energia das cores para o equilíbrio e a harmonização do ser humano. Ela restabelece o equilíbrio bioenergético dos campos eletromagnéticos pelo uso das cores do espectro solar.
A cromoterapia é uma ciência que usa as cores para estabelecer o equilíbrio e a harmonia corporal física, da mente e das emoções. Baseada nas sete cores do espectro solar e cada cor tem uma vibração (freqüência) específica, atuando desde o nível físico até os mais sutis. As cores podem ajudar a curar doenças que se apresentam em nosso organismo.
Ela consta na relação das principais terapias alternativas ou complementares reconhecidas pela OMS em 1976, de acordo com a Conferência Internacional de Atendimentos Primários em Saúde de 1962, em Alma-Ata, do Cazaquistão.
Essa relação foi ratificada pela OMS em 1983, através do Diretor Geral da World Health Organization - OMS, Dr. Halfdan Mahler, e pelo Diretor do Programa de Medicinas Tradicionais da OMS, Dr. Robert Bannerman.

Quando a Cromoterapia surgiu?

Não se sabe ao certo quando exatamente surgiu, porém povos antigos como: egípcios, hindus, chineses e gregos já praticavam a terapia das cores. Fortes indícios revelam que seu uso originou-se da civilização egípcia usada pelos faraós em seus rituais em aproximadamente 3000 a.C. Eles já conheciam sobre os benefícios das cores.
Confúcio 551 a 479 a.C., filósofo chinês, deixou registros escritos sobre o poder das cores sobre a vida dos homens.

O Processo

São utilizadas sete cores: vermelho, laranja, amarelo, verde, azul, índigo e violeta. A cromoterapia utiliza as cores do Espectro Solar para reequilibrar o aspecto físico-energético em áreas do corpo humano atingidas por alguma disfunção.
Inicialmente é feito um diagnóstico e depois é escolhida a melhor cor para equilibrar os Chakras, centros de energia. A cor pode ser aplicada em cima do ponto relacionado com a acupuntura ou simplesmente na área a ser tratada.
O tempo de tratamento pode variar de pessoa para pessoa e a intensidade da cor depende a necessidade individual. É uma terapia que não apresenta restrições, inclusive é muito indicada para crianças por não utilizar agulha e ainda ter o efeito lúdico da cor.
A partir de um diagnóstico clínico ou emocional, a Cromoterapia funciona como uma técnica de apoio, onde torna o organismo mais receptivo a outras manobras medicamentosas necessárias a cada caso.
A Cromoterapia surge para harmonizar as energias vitais e emoções através da aplicação de feixes de luz, visto que a doença é o desequilíbrio destas energias.
Conhecendo a ação de diferentes cores sobre diferentes órgãos e sistemas do corpo, pode-se aplicar a cor correta que tende a equilibrar a ação de qualquer órgão ou sistema que se tornou anormal em seu funcionamento ou condição.

Entrevista

Entrevista feita em Outubro de 2012 com Prof. Franklin Ferreira de Souza – CFMA: 0002/08, Reitor e professor da ULMATAN – Universidade Livre de Massoterapia, Acupuntura, Terapias Alternativas e Naturais.

1 - Como começou com a prática?
Franklin Ferreira de Souza: Após me bacharelar em Teologia, administração e filosofia, tornei professor de terapias alternativas naturais chinesas, acupuntura, quiropraxia e produtor do fabuloso óleo essencial de Artemísia.

2 - Onde aprendeu a técnica?
FFS: Pesquisa e centros Holísticos em São Paulo.

3 - Que formação é necessária para a cromoterapia? 
FFS: Formação acadêmica nenhuma, necessário conhecer as funções das cores e suas aplicações, que pode ser adquirido nos centros holísticos, centros espíritas ou com pessoas já treinadas.

4 - Qualquer um pode fazer esta prática de cura? 
FFS: Sim. Desde que seja capacitado com cursos de duração mínima de 20h.
Qualquer pessoa pode aprender e praticar a Cromoterapia, mas na realidade ela é muito mais que do uma aplicação de luz determinada, sobre um ponto do corpo, apesar de não haver necessidade de poderes especiais para a prática desta técnica. 

5 - Qual o ambiente é adequado para a terapia?
FFS: Sem maiores exigências, (sendo necessário que tenha silêncio e limpeza).

6 - Envolve alguma religiosidade nesse tipo de prática?
FFS: Alguns centros espíritas trabalham com a cromoterapia, mas aqui no instituto trabalhamos como terapia.
A cura pela cor não é apenas uma força física, mas espiritual, formando assim um vínculo entre o nosso corpo físico e as forças finas ou vibrações de níveis mais elevados da consciência e crescimento espiritual.

7 - Pode existir alguma interferência com outras terapias, comente? 
FFS: Pode ser associada com qualquer terapia alternativa ou da medicina, a luz trabalha com a energia, o que não atrapalha a adoção de outra terapia.

8 - É possível fazer uso da cromoterapia ao mesmo tempo com a intervenção médica?
FFS: SIM, não atrapalha só ajuda.

9 - Dentro do SUS, é possível a população ter acesso a essa prática alternativa de cura?
FFS: Não
A cromoterapia consta na relação das principais terapias alternativas ou complementares reconhecidas pela OMS desde 1976, de acordo com a Conferência Internacional de Atendimentos Primários em Saúde de 1962, em Alma-Ata no Cazaquistão.
Desde o ano 2006 há uma portaria ministerial: 971/2006 que autoriza a implantação em toda rede SUS, mas o cartel médico não permite, pois não é reconhecida pela comunidade científica.

10 - Como é possível o uso de freqüências de ondas eletromagnéticas interferirem no processo de cura do organismo?
FFS: As ondas eletromagnéticas são as forças mais importantes da Terra, elas influenciam no metabolismo, no crescimento, na liberação de hormônio e na dor.
1. Medicina: a arte de curar;
2. Física: ciência que estuda as transformações da energia, em especial no capítulo dedicado à natureza da luz – sua origem no espectro eletromagnético e seus elementos, como comprimento de onda, freqüência e velocidade;
3. Bioenergética: ciência que demonstra a existência do corpo bioenergético, analisando a energia vital.

11 - Com o passar do tempo a cromoterapia ganha espaço em clinicas e na mídia. Comente este avanço.
FFS: O uso da luz é uma das pesquisas mais avançadas do mundo, seus resultados são ainda pouco divulgados, o espectro do Sol é o gerador de vida na terra, portanto luz.
Já existem alguns estudos sérios apontando a influência das cores na saúde humana, nomeadamente na área da Biomidiologia. Um deles foi desenvolvido pelo Prof. Flávio Mario de Alcântara Calazans, baseado no episódio exibido em 1997 do Desenho PÓKEMON, em que uma alternância luminosa de cores de espectro oposto no círculo cromático na face de um dos personagens (Pikachu) causou episódios coletivos de epilepsia em crianças japonesas.

12 - Alguns pacientes comentaram que os resultados não foram alcançados? Ao quê se atribui a isso?
FFS: Em todo método existem resultado dos mais diversos, o sucesso depende do estado físico e mental do paciente, aplicação correta das cores e interação entre quem aplica e quem recebe.

13 - Como é a prática da cromoterapia na Bahia e no Brasil?
FFS: Ainda pouco disseminada, aos poucos vai ganhando espaço, pois é de baixo custo, acessível a todas as pessoas, utiliza também elementos naturais como a luz solar. Não há exatidão de quantos locais ou pessoas aplicam a cromoterapia.

14 - Quais são os locais que fornecem cursos de cromoterapia?
FFS: Faculdades com cursos de estética, aqui na Bahia a faculdade Universo tem a matéria cromoterapia na sua grade, centros holísticos, centros espíritas.

15 - Quais são as Indicações?
FFS: Para o bem-estar físico e mental, Diminui o cansaço físico, Diminui os transtornos do sono, Auxilia no tratamento de dores de cabeça, Estimula o Sistema Nervoso Central, Melhora o funcionamento do coração, Melhora a circulação sanguínea, a anemia, a depressão, insônias, problemas digestivos, entre outros.

Tabela com as características das cores



Autores:
Ana Rosa de Jesus Santana;
Antonieta Adorno Costa;
Gustavo Nishimaru Schmidt.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário